15.1.16

#MeAmoAssim

foto antiga aqui ta tendo

Se tem uma palavra que me define bem é inseguraça. Sou muito insegura em relação a um monte de coisas, mas a principal delas é se sou o que eu realmente gostaria de ser. Sempre penso no quão bom seria se eu fosse mais comunicativa e menos tímida, se eu pesasse uns quilinhos a menos, se eu tivesse feito coisas que os coleguinhas já fizeram... Eu sei que não é verdade, mas dentro de mim existe uma crença bem enraizada de que eu sou inferior aos outros por não ter alguns atributos. É como se eu colocasse algumas pessoas que eu conheço em um pedestal e me jogasse lá em baixo. Por isso, sinto que eu preciso atingir o "nível" delas e começo uma competição que eu nunca vou ganhar. E isso me frustra. E me machuca.

Esses dias, visitando blogs, conheci o projeto #MeAmoAssim, que incentiva meninos e meninas a se amarem do jeito que são e poderem dizer com firmeza "ME AMO ASSIM". Sei que um fator essencial para acabar com o complexo de inferioridade é, além de saber reconhecer as próprias conquistas, saber se amar de verdade, do jeitinho que é. Obviamente resolvi participar do projeto na hora.

O #MeAmoAssim possui um grupo no facebook que hoje é secreto para o pessoal se sentir mais a vontade para compartilhar seus sentimentos, mas, quem quiser participar, me adiciona aos amigos que eu coloco você lá. No grupo são dados temas para fazer posts de blogagem coletiva que incentivem o amor próprio. Entre os temas dados do mês, o que eu escolhi fazer é: metas para me amar mais em 2016. Vamos lá.

  1. Ser menos insegura com meu corpo e me sentir mais à vontade quando for usar biquini
  2. Saber reconhecer todas as minhas conquistas, por menores que sejam, e ficar feliz com cada uma delas
  3. Fazer tudo que eu puder para alcançar meus objetivos para que eu me sinta orgulhosa por estar dando o meu melhor
  4. Tomar uns 5 segundos de coragem de vez em quando para falar mais o que eu penso
  5. Não ter vergonha de ser do jeito que eu sou

Bom, são pouquinhas metas, mas acho que o mais importante é o que eu vou fazer para alcança-las. Já tenho umas ideias de micro-metas que eu já comecei a colocar em prática. Se derem certo, eu conto aqui no blog depois.

Quem quiser participar, sinta-se à vontade. Engole seu coração e se ama por dentro <3

15 comentários :

  1. Me identifiquei muito com você, as vezes me sinto assim também. Que você consiga alcançar todas essas metas, também estou nesse projeto e já amei seu blog *-*
    Beijos :*
    www.desencana.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Eu também adorei seu post de conquistas de 2015 <3

      Excluir
  2. Ju que que desabafo lindo.
    Quando conheci o grupo super me identifiquei, sou um poço de insegurança.
    E essa iniciativa foi a melhor coisa que puderam inventar, somos mulheres reais e como tais não podemos ter um único padrão de beleza, somos diferentes e de belas formas.
    E olha nem te conheço direito, mas já te achei linda, tanto por dentro quanto por fora.
    Um beijo

    www.tecontopoesia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Cami! Criei o blog justamente para poder fazer uns desabafos e essa questão de não saber me amar é uma das coisas que mais me incomoda hoje. Muuuuito obrigada <3

      Excluir
  3. Quando tinha a tua idade eu tambem me sentia terrivel, me colocava no chao enquanto os outros eram no nivel mais alto, mas fui mudando. Tenho certeza que você se dará bem e vai ver o quanto é maravilhosa. =)
    Valeu a pena esperar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bom ver como a gente pode ir mudando em relaão a isso né? Obrigada Jé!

      Excluir
  4. Ju, adorei o post. Eu acho que insegurança é uma coisa muito comum, principalmente na nossa idade, mas tem pessoas que sabem disfarçar melhor hehe.
    Me identifiquei muito com o que tu escreveu, também tenho essa mania de colocar os outros num pedestal e ficar pra baixo. É aquela história de que a grama do vizinho é sempre mais verde, né? Coisas super simples são motivo para nos deixar pra baixo, e acho que é porque hoje somos cobrados o tempo inteiro por diversas coisas. Acabamos não nos contentando com nada e querendo sempre mais, como se nunca fôssemos bons o suficiente. A principal coisa que eu queria mudar em mim é o fato de ser tímida, mas é algo que não muda da noite pro dia, né?
    Enfim, eu amei o projeto e já tinha ouvido falar, mas o teu post me incentivou a participar dele. Te adicionei no Face pra que tu possa me colocar no grupo também <3
    Espero que tu consigas atingir as tuas metas, tenho certeza que vai conseguir =)
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente isso, Mari. Parece que eu nunca vou ser boa o suficiente. Sempre vai ter algum novo conhecido com experiências e características diferentes e legais que eu gostaria de ter. Acho que se amar é verdade é poder conhecer gente diferente e não ficar se comparando, pois tem bem claro que o importante é o que nós temos de bom.
      Fico muito muito feliz que meu post tenha te inspirado a participar. Seja bem-vinda <3

      Excluir
  5. Fofa, eu também era mega insegura, mas agora quem me vê não acredita que eu era tão travada, tão tímida sabe?
    Juro, eu era super quietinha na escola, tinha poucos amigos, gostava de ficar em casa e mal me cuidava de beleza. Agora sou muito diferente, sou extrovertida, falo com todo mundo, amo surf, sol, praia, viajar e cada vez quero aprender mais sobre produtos de maquiagem hahaha.
    A gente vai mudando fofa, o segredo é nunca se inferiorizar. Somos todas maravilhosas, cada um da sua maneira.

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoooro conhecer gente que antes era super tímida e agora fala com todo mundo. Vejo que ainda posso mudar, sabe? Mas o primeiro passo para isso, como você falou, é se aceitar e se amar do jeito que é.

      Excluir
  6. Caraca tb sou bemmmm insegura mas de uns tempos pra cá to mundando hahah eu era muito insegura com postar foto no insta agr posto todos os dias :))) aos poucos tudo muda!
    www.polyannacardinot.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso! As coisas vão mudando aos pouquinhos. A gente tem que ir saindo aos poucos da nossa zona de conforto e fazer coisas qu sempre quisemos fazer. Só assim a gente vai perceber que esse pensamento de que todo mundo vai nos julgar ou olhar feio é coisa da nossa cabeça. E se alguém achar estranho, que ache ué. Ninguém tem nada a ver com nossa vida né?

      Excluir
  7. Oi Ju, te indiquei pra uma tag lá no blog, caso queira responder hehe. Tá aqui: http://www.letrasnagaveta.com/2016/02/tag-descobrindo-novos-blogs.html.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuito obrigada, Mari! Vou responder sim!

      Excluir
  8. Oi Ju, nossa guria.. Acredita que lendo seu texto vi um reflexo de mim? Eu acho que insegurança é uma coisa normal, principalmente na nossa idade e com tantas coisas mundanas. Como disse, me identifiquei muito com o que tu escreveu, mas de uns tempos para cá comecei a me desapegar mais das coisas, porque na realidade Ju, a gente só vive bem a partir do momento em que deixamos de colocar as pessoas num pedestal e nos anular.. Adorei o post, seu blog é lindo! <3 =)

    Beijinhos...
    www.adrielibertelli.com

    ResponderExcluir